Postagem em destaque

CMP realiza Almoço Beneficente com muito sabor e solidariedade

Divulgação CMP Por (Eni) Realizou-se (11/11/17) sábado mais uma edição de almoço na Casa da Mãe Pobre. O evento mesmo com muita chu...

Menu

Frase e citação de hoje:

quarta-feira, 15 de novembro de 2017

CMP realiza Almoço Beneficente com muito sabor e solidariedade

Divulgação CMP

Por (Eni)

Realizou-se (11/11/17) sábado mais uma edição de almoço na Casa da Mãe Pobre. O evento mesmo com muita chuva transcorreu em total harmonia. Uma linda palestra do Sr. Djalma Santos, da Rádio Rio de Janeiro, que abordou "A família e o Culto do Evangelho no Lar", antecedeu ao evento.

Tivemos também a participação Musical do excelente Serginho Menestrel.

Um belo Buffet, um cozido brasileira preparado com muito carinho por nossos funcionários que com a ajuda de voluntários fez a alegria dos presentes. Muito delicioso, elogiado por todos.

O Bazar das Vovós, com muita frequência: um sucesso total!

Agradecemos aos nossos divulgadores, Diretores, funcionários, colaboradores e as pessoas presentes pela costumeira participação e prestígio por mais esse evento.

Toda a renda do Almoço Beneficente é direcionada às atividades assistenciais da Casa da Mãe Pobre e suas instituições.

Bendita seja a caridade!





Blogger Widgets

Casa da Mãe Pobre recebe preciosa doação de Colégio Carolinna Russo

Divulgação CMP

Por (Eni)

A caridade fortalece formação da juventude, é o que pensam alunos do Colégio Carolinna Russo (Rua Isidro de Figueiredo, 47 - Tijuca, RJ),  que realizaram uma generosa e importante campanha de arrecadação de leite em pó para ajudar pessoas residentes e de famílias assistidas por nossas instituições. Esta preciosa doação chega em boa hora já que são muitas as nossas necessidades.

A idade nunca foi um empecilho para quem deseja ajudar e contribuir com o próximo, pensa assim esta juventude maravilhosa. É muito comovente e gratificante esta atitude nos dias atuais.

"Agradecemos de coração esse lindo ato de solidariedade e amor ao próximo, rogamos ao bom Deus muitas bênçãos a todos", acentua  o Diretor Financeiro Júlio Moreira.

Bendita seja a caridade!






sábado, 11 de novembro de 2017

Natal do Coração



Chico Xavier - Meimei

Abençoadas sejam as mãos que, em memória de Jesus, espalham no Natal a prata e o ouro, diminuindo a miséria e a necessidade, a fome e a nudez!... 

Entretanto, se não forem iluminadas pelo amor que ajuda sempre, esses flagelos voltarão amanhã, como a erva daninha que espreita a ausência do lavrador. 

Deixa que a manjedoura de tua alma se abra, feliz, ao Soberano Celeste, para que a luz te banhe a vida. 

Com Ele, estenderás o coração onde estiveres, seja para trocar um pensamento compassivo com a palavra escura e áspera ou para adubar uma semente de esperança, onde a aflição mantém o deserto!

Com Ele, inflamaram de júbilo os olhos de algum menino triste e desamparado e uma simples criança, arrebatada hoje ao vendaval, pode amanhã ser o consolo da multidão... com Ele, podes oferecer a bênção da tolerância aos que trabalham contigo, transformando o altar de teu coração em altar de Deus!... 

Natal no espírito é a comunhão com Ele próprio. 

 Ainda que te encontres em plena solidão na manjedoura do infortúnio, sai de ti mesmo e reparte com alguém o dom inefável de tua fé. . 





Mensagem espírita em vídeo animação - Divaldo Franco por Diversos Espíritos.

Reprodução Web







quarta-feira, 8 de novembro de 2017

Acupuntura é a nova alternativa para tratar doenças na CMP

Divulgação CMP

Por (Eni)

A partir de hoje (08/11/17), a Casa da Mãe Pobre diversificando atendimento médico, passa a oferecer o tratamento de acupuntura para pessoas carentes e para a comunidade em geral da cidade do Rio de Janeiro.
A acupuntura é uma terapia milenar originária da China, que consiste na aplicação de agulhas em pontos específicos do corpo para tratar doenças e para promover saúde e bem estar.
Estas agulhas, quando aplicadas sobre algumas regiões específicas são capazes de tratar diversas doenças físicas ou emocionais como sinusite, asma, enxaqueca ou artrite por exemplo, além de melhorar o sistema imunitário.
A acupuntura tem como objetivo normalizar os órgãos doentes por meio do equilíbrio energético. São 361 pontos divididos em 14 meridianos e mais 120 pontos extras conectados aos órgãos, que por intermédio das agulhas estimulam os pontos fazendo com que a energia circule, aliviando os sintomas das doenças.
“O consultório para atendimento está ok e ficou excelente, agora é levar atendimento pelo profissional é muito experiente Marson Rodrigues da Silva, aos pacientes necessitados, ressalta exultante Júlio Moreira Diretor da instituição.
Congratulamo-nos com a Diretoria  por esta inovação na Casa da Mãe Pobre que tem por objetivo no mínimo minimizar o sofrimento e a dor das pessoas doentes e de seus familiares.

 

Contato

quinta-feira, 2 de novembro de 2017

Finados na visão espírita

Reprodução




O hábito de visitar os mortos, como se o cemitério fosse sala de visitas do Além, é cultivado desde as culturas mais remotas. Mostra a tendência em confundir o indivíduo com seu corpo. Há pessoas que, em desespero ante a morte de um ente querido, o "VISITAM" diariamente. Chegam a deitar-se no túmulo. Desejam estar perto do familiar. Católicos, budistas, protestantes, muçulmanos, espíritas - somos todos espiritualistas, acreditamos na existência e sobrevivência do Espírito. Obviamente, o ser etéreo não reside no cemitério. Muitos preferem dizer que perderam o familiar, algo que mostra falta de convicção na sobrevivência do Espírito. Quem admite que a vida continua jamais afirmará que perdeu alguém. Ele simplesmente partiu. Quando dizemos "perdi um ente querido", estamos registrando sérios prejuízos emocionais. Se afirmarmos que ele partiu, haverá apenas o imposto da saudade, abençoada saudade, a mostrar que há amor em nosso coração, o sentimento supremo que nos realiza como filhos de Deus. Em datas significativas, envolvendo aniversário de casamento, de morte, finados, Natal, Ano Novo, dia dos Pais, dia das Mães, sempre pensamos neles.

COMO PODEMOS AJUDAR OS QUE PARTIRAM ANTES DE NÓS? Envolvendo o ser querido em vibrações de carinho, evocando as lembranças felizes, nunca as infelizes; enviando clichês mentais otimistas; fazendo o bem em memória dele, porque nos vinculamos com os Espíritos através do pensamento. Além disso, orando por ele, realizando caridade em sua homenagem, tudo isso lhe chegará como sendo a nossa contribuição para a sua felicidade; a prece dá-lhe paz, diminui-lhe a dor e anima-o para o reencontro futuro que nos aguarda.

PODEMOS CHORAR? Podemos chorar, é claro. Mas saibamos chorar. Que seja um choro de saudade e não de inconformação e revolta. O choro, a lamentação exagerada dos que ficaram causam sofrimento para quem partiu, porque eles precisam da nossa prece, da nossa ajuda para terem fé no futuro e confiança em Deus. Tal comportamento pode atrapalhar o reencontro com os que foram antes de nós. Porque se eles nos visitar ou se nós os visitarmos (através do sono) nosso desequilíbrio os perturbará. Se soubermos sofrer, ao chegar a nossa vez, nos reuniremos a eles, não há dúvida nenhuma.

ENTÃO OS ESPÍRITAS NÃO VISITAM O CEMITÉRIO? Nós espíritas não visitamos os cemitérios, porque homenageamos os “vivos desencarnados” todos os dias. Mas a posição da Doutrina Espírita, quanto as homenagens (dos não espíritas), prestadas aos "MORTOS" neste Dia de Finados, ao contrário do que geralmente se pensa, é favorável, DESDE QUE SINCERAS E NÃO APENAS CONVENCIONAIS.

Os Espíritos, respondendo a perguntas de Kardec a respeito (em O Livro dos Espíritos), mostraram que os laços de amor existentes entre os que partiram e os que ficaram na Terra justificam esses atos. E declaram que no Dia de Finados os cemitérios ficam repletos de Espíritos que se alegram com a lembrança dos parentes e amigos. Há espíritos que só são lembrados nesta data, por isso, gostam da homenagem; há espíritos que gostariam de serem lembrados no recinto do lar. Porque, se ele desencarnou recentemente e ainda não está perfeitamente adaptado às novas realidades, irá sentir-se pouco à vontade na contemplação de seus despojos carnais; Espíritos com maior entendimento, pedem que usemos o dinheiro das flores em alimento aos pobres. Portanto, usemos o bom senso em nossas homenagens. Com a certeza que ELES VIVEM. E se eles vivem, nós também viveremos. E é nessa certeza que devemos aproveitar integralmente o tempo que estivermos encarnados, nos esforçando para oferecer o melhor de nós em favor da edificação humana. Só assim, teremos um feliz retorno à pátria espiritual.




Compilação de Rudymara
Grupo Allan Kardec

Postagens populares

Arquivo do blog

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...